No mercado, é necessário perder para aprender – Mito ou Verdade?

Já li em alguns livros algo como:

“- para ser um bom operador é necessário passar por uma ou mais grandes perdas ou então ter um bom mentor que passou por grandes perdas”.

Autores que propagam essa idéia são o Mark Douglas, Alexander Elder, Richard Weissman, entre outros, gosto desses autores por sentir que eles são sérios e tentam ser bem profundos nas suas explanações e pesquisas psicológicas, entretanto recentemente vi um autor chamado Rob Booker que diz que isso é mito, o livro dele tem um ar meio engraçado, me lembra alguns garotões que acham que a sua masculinidade serve para tudo na vida, ele até expõe algumas idéias válidas, porém nada de extraordinário ou inovador.

Mas afinal, é necessário ou não ter uma grande perda para aprender a ser um bom operador? Deixo a minha mente aberta para pesquisar sobre o assunto sem aceitar autores que digam que isso ou aquilo seja verdade, tento procurar pela resposta nas Finanças Comportamentais. Até porque, quem sou eu pra responder isso? No máximo posso expor a minha percepção, o meu paradigma dessa experiência de passar por uma grande perda, e no máximo posso supor hipóteses do que acontece com as pessoas que consideram isso mito.

Começando a falar por mim e pelas experiências ruins que tive, serviram e muito para aprender a me controlar e a ter a disciplina.

Acredito que as pessoas não querem ter prejuízos, pelo menos não conscientemente, entretanto elas entram em um estado de euforia muito grande ao trabalhar com ações, principalmente a curto ou médio prazo – os traders – só que isso atrapalha o indivíduo a agir com racionalidade, e alguns comportamentos são repetidos ao longo das operações, tais como:

não criar um plano de operação extenso e detalhado, afinal isso toma muito tempo, muitas vezes nem sabe por onde começar, memoriza algumas frases prontas, olha os jornais a todo instante, lê livros da Era em que as ações se moviam a longo prazo mais em pé de igualdade com a saúde das empresas e acha que será um Warren Buffet;

e os que tem um plano definido, seja um plano pequeno ou grande, muitas vezes não tem disciplina de seguir o seu plano, acaba distorcendo a realidade e quer acreditar que seu plano estava errado, mudando-o a todo instante, confiando que dessa vez tudo será diferente, e então deixa de realizar um prejuízo aumentando ainda mais o volume desse prejuízo para o futuro em que ele não suportar mais olhar suas ações em queda livre.

O indivíduo se acostuma a não planejar, afinal, “ontem ganhei uma bolada fazendo desse jeito, então devo conseguir mais”, e no lugar de lucros consistentes e em maior volume, ele consegue prejuízos consistentes e em maior volume. Eu entendo isso como um vício.

E como todo vício, o melhor é pensar e sentir como se nunca estivesse livre dele, então tentamos sercar as possibilidades do vício ocorrer novamente por todos os lados, criando regras psicológicas, técnicas e ainda sociais ou individuais que nos favorecem a estar no controle de nós mesmos.

Uma característica comum a todo viciado é um grande choque de realidade quando algum comportamento ou hábito lhe faz um tremendo mal, podendo levá-lo a morte, nesse caso, a morte financeira, acaba aprendendo muito com isso, pois desde criança até mesmo quando adultos, aprendemos muito mais através do exemplo do que pela palavras, aulas práticas, exemplos de atitude dos pais são exemplos disso, por isso entendo que uma grande perda pode proporcionar um aprendizado sem igual.

Entretanto, cada indivíduo tem suas crenças, não creio que haja uma resposta única para esse paradigma, tentando abrir a minha mente, acredito também que exista pessoas que nunca sofreram grandes perdas no mercado, nem nunca tiveram um mentor que passou por grandes perdas, e ainda assim obtenha resultados consistentes de lucros mais volumosos que prejuízos.

Tentando chegar a alguma conclusão, a única coisa que posso compartilhar aqui é que devemos procurar fazer aquilo que nos faz crescer como pessoa e como trader, cada pessoa tem suas particularidades únicas e nunca existirá um ser igual a outro, por isso você não precisa acreditar naquilo que não tem vinculo com a sua personalidade e com suas experiências de vida. Podemos chegar a uma 3ª Alternativa – nome do último e genial livro de Stephen R. Cover – para quem já teve grandes perdas faz sentido acreditar que isso lhe fez crescer e de fato fez, aos que nunca tiveram grandes perdas desejo que continuem assim com discplina para sempre, ambos procurem a sua prosperidade e estudos da forma que for melhor para si

Um homem ficará aprisionado em um quarto com a porta destrancada e que abre para dentro a não ser que lhe ocorra puxar em vez de empurrar – Ludwig Wittgenstein.

Anúncios
Esse post foi publicado em Mercado de Ações e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s